Muspe critica decisão do Supremo que suspendeu reajuste de Poderes

Muspe critica decisão do Supremo que suspendeu reajuste de Poderes

Aumento de 5%, concedido pela Alerj, entraria em vigor este mês

O Movimento Unificado dos Servidores Públicos (Muspe) criticou nesta segunda-feira a decisão do Supremo Tribunal Federal que, por liminar, suspendeu o reajuste de 5% concedido pela Assembleia Legislativa aos servidores do Tribunal de Justiça, do Ministério Público e da Defensoria Pública. O Muspe acredita na reversão da liminar, quando a ação, arguindo a inconstitucionalidade das leis que concederam o aumento, for julgada pela Corte. A data para o julgamento não está marcada.

— Todas as carreiras que integram o Muspe têm uma luta única, que é pela conquista de direitos. Por isso, condenamos veementemente a perda ou a supressão de direitos. O Judiciário, o MP e a Defensoria conseguiram o reajuste fruto de seus esforços contínuos, e também através de luta coletiva. Todos ficamos felizes por conquistas, por maiores ou menores que sejam, conquistas essas que podem ser a médio ou a longo prazo estendidas às demais categorias fluminenses, dentro de suas especificidades — diz o Jesuino Alves Ferreira Neto, representante do Muspe e presidente do Sindicato dos Executivos Públicos do Estado.

Fonte:  O Globo On-line 03/09/2018
Leia mais: https://oglobo.globo.com/rio/muspe-critica-decisao-do-supremo-que-suspendeu-reajuste-de-poderes-23034684#ixzz5Q416f900